V Plenária Nacional do Plebiscito Popular pela Constituinte do Sistema Político

Entre os dias 13 a 15 de outubro a FEAB esteve acompanhando em Brasília – DF a V Plenária do Plebiscito Popular Pela Constituinte Exclusiva, que contou com a presença de mais de 800 participantes. Depois de um grande processo de organização, mobilização e debate político em torno da reforma política, em que estiveram envolvidas mais de 470 organizações da sociedade civil brasileira, entre os dias 1 a 7 de setembro, quase 8 milhões de brasileiros e brasileiras foram as urnas e, em quase sua totalidade, disseram sim a realização de uma constituinte exclusiva e soberana do sistema político brasileiro.23

Vivemos num país repleto de injustiças e contradições, com alta concentração de renda e exclusão dos mais pobres. Uma das raízes destes problemas se refere as limitações do sistema político atual, onde o poder do capital econômico dita as regras das campanhas eleitorais e há uma grande sub-representação das mulheres, dos/das negros/as, dos indígenas e da juventude. Neste cenário a reforma política de configura como o passo inicial para as demais transformações sociais, como a reforma agrária e urbana, a democratização da mídia, a reforma tributária e fiscal, a reforma universitária, etc.

O primeiro passo deste grande processo político foi a realização do plebiscito popular, mas não iremos parar por aqui. A unidade destas centenas de organizações continua mais forte do que nunca e seguiremos pautando a realização de uma constituinte exclusiva e soberana do sistema político no Brasil.

Na V plenária tivemos a oportunidade de fazer um profundo balanço do que foi o processo até aqui, construir uma análise de conjuntura do período atual, fazer a entrega dos números da votação aos três poderes da república, pressionando estes para que fiquem atentos aos anseios da população e pensar os próximos passos desta articulação.

Os desafios agora seguem sendo o fortalecimento dos comitês locais e o aprofundamento dos debates de conscientização da população em torno do tema da reforma política. Superamos uma primeira fase desta luta que foi a coleta de votos no plebiscito popular, mas agora precisamos lutar para que este acúmulo gere mudanças concretas na estrutura do Estado, construindo pressão e mobilização nos três poderes da república e fortalecendo esta aliança orgânica com o conjunto da população.

A FEAB irá acompanhar as reuniões e articulações do comitê operativo da campanha e a luta deve ser fortalecida nas bases. Seguiremos em luta até que o sistema político brasileiro seja transformado e vivamos numa sociedade de fato democrática e inclusiva!

Esta entrada foi publicada em Coordenação Nacional. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s