FEAB na UFFS Campus Laranjeiras do Sul

Durante os dias 11 e 13 de setembro de 2015 a Coordenação Nacional da Federação dos Estudantes de Agronomia do Brasil esteve visitando e conversando com estudantes da Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Laranjeiras do Sul, região essa que atualmente há o maior conflito agrário do Brasil. Nessa conversa pudemos conhecer a realidade que a escola se encontra para rearticular o grupo de FEAB, que está inserido em uma realidade como poucas no País.

Nessa região, chamada Cantuquiriguaçú, o INCRA já assentou mais de 5 mil famílias e no momento há mais 4 mil famílias acampadas esperando para serem assentadas, sendo que a cada dia tem chegado mais famílias nos acampamentos. A área estava sendo usada de forma ilegal pela empresa Araupel e através de investigações foi constatado que essas terras eram de domínio público e foram griladas, sendo assim foi decretado nulidade da escritura para a empresa.

Juntamente com o Prof. da UFFS, Elemar Cezimbra, foi visitado o Centro de Desenvolvimento Sustentável e Capacitação em Agroecologia (CEAGRO), em sua unidade na Vila Velha em Rio Bonito do Iguaçu, que oferece serviço de Assistência Técnica para os assentamentos e cursos de formação profissional, em nível médio-técnico e superior, para filhos e filhas de pequenos camponeses que encontram na agroecologia e na cooperação uma alternativa de produção sustentável. Os cursos oferecidos são oriundos de uma parceria entre: CEAGRO, Setor de Saúde Nacional do MST, FIOCRUZ, CONDETEC e UFFS.

Foi visitado também o acampamento Herdeiros da Terra de 1º de Maio, onde atualmente estão acampadas 1500 famílias. Neste dia foi momento de confraternização pelo 1º ano de funcionamento da escola itinerante de ensino básico e médio do acampamento, que atualmente tem aproximadamente 450 crianças e jovens matriculados. Na oportunidade foi possível conversar com a direção do local, discutir sobre a conjuntura e sobre a organização, onde as famílias são divididas em brigadas e coordenações, as quais são responsáveis pela saúde, segurança, educação, finanças, disciplina e produção do acampamento.

Em diversas conversas com a coordenadora do curso de Agronomia, Manuela da Silva Pereira, ela relata o quão importante tem sido os universitários estarem estudando em uma Universidade que está localizada dentro de um assentamento da reforma agrária, pois os alunos têm a oportunidade de trocar experiências e de implementar diversos projetos de extensão. Também foi possível conversar com ex-militantes da FEAB e ex-coordenações nacionais que hoje trabalham nos convênios com o INCRA na região.

20150914170038 20150914170159

20150916154731 11781634_912415228826024_2807178871403576735_n

Anúncios
Galeria | Esta entrada foi publicada em Coordenação Nacional. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s