Ferramentas de auxílio contra situações de violência à mulher e promoção de segurança digital

2b38ecb7-3251-46bd-8f81-3e0c7ec264cf
O NTP de Gênero e Sexualidade, UFFS – Erexim, 2017/2018, através da campanha “Há Braços de Luta Construindo a Igualdade – Gênero e Sexualidade”, vem por meio deste divulgar algumas ferramentas que podem auxiliar desde a denúncia de situações de violência à promoção de segurança digital.
 
Aplicativo “Mete a Colher” – informações do aplicativo: 
 
“O app Mete a Colher é uma plataforma colaborativa e voluntária, que ajuda mulheres a combater a violência doméstica e sair de relacionamentos abusivos. Apenas mulheres podem fazer parte da rede, e dentro de um ambiente seguro, podem pedir ou oferecer ajuda a outras mulheres. A identidade de todas as usuárias é preservada com todo cuidado. Para pedir ajuda, é necessário digitar um relato, que será analisado e classificado em categorias. Para oferecer ajuda, basta escolher uma categoria: apoio emocional, orientação jurídica ou oportunidades de trabalho. Os pedidos de ajuda aparecem numa lista, organizados de acordo com a sua localização e o tipo de ajuda que mais se encaixa no seu perfil. O Mete a Colher é protegido por senha, e todas as conversas trocadas no app são automaticamente apagadas em 24 horas, para aumentar a segurança e garantir a privacidade das usuárias. Além da plataforma de conversas, o aplicativo conta com uma vasta rede de serviços – centros de apoio, delegacias, hospitais, ouvidorias, entre outros – voltados para atender mulheres que precisam de apoio profissional. Assim, mesmo se você não receber uma resposta imediata de outra mulher, pode entrar em contato em apenas um clique com um dos serviços disponíveis na sua cidade.”
 
 
Guia Prática de Estratégias e Táticas para a Segurança Digital Feminista
 
“A Guia Prática de Estratégias e Táticas para a Segurança Digital Feminista é a base da campanha que a Universidade Livre Feminista, o CFEMEA – Centro Feminista de Estudos e Acessoria, Marialab, Blogueiras Negras e SOS Corpo – Instituto Feminista para a Democracia, construíram para dialogar com mulheres, especialmente as ativistas e coletivos feministas sobre segurança digital. Nós, mulheres, estamos sujeitas a diversos tipos de violência, e na internet não é diferente. Nesse sentido, evidenciar essas violências e entender como nos defender é um dos primeiros passos para criarmos um ambiente digital mais seguro para as militantes feministas” (Via Blogueiras Negras). 
A Guia tem o objetivo de proporcionar às mulheres maior autonomia e segurança na internet, apresentando estratégias e táticas de defesa digital para feministas. Os conteúdos são dirigidos para o público de mulheres da América Latina e foram elaborados considerando diferentes mulheres: negras, trans, lésbicas, ativistas/ militantes de movimentos organizados de mulheres ou que atuam individualmente na rede, sendo de periferias urbanas, rurais, com distintos níveis de acesso à tecnologia nas suas abordagens.
Segue, em anexo, o pdf da Guia.
 
Há braços de luta!
Por Federação de Estudantes de Agronomia do Brail - FEAB EREXIM 
Nucleo de Trabalho Permanente de Gênero e Sexualidade 2017/2018 
Universidade Federal da Fronteira Sul - Campus Erexim

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s