Nota de Solidariedade da Federação de Estudantes de Agronomia do Brasil Ao Movimento dos Pequenos Agricultores – MPA.

O Movimento dos Pequenos Agricultores é um movimento camponês, de caráter nacional e popular constituído por grupos de famílias camponesas que vem travando lutas contra a Reforma da Previdência e a retirada de direitos impostas pelo Governo Golpista. Os militantes Frei Sergio Görgen, Josi Costa e Leila Denise se colocaram em greve de fome contra os desmontes aos direitos do povo brasileiro, representando mais de 300 mil famílias camponesas de todo país. O Movimento garante que a aprovação da Reforma levará a uma grande tragédia social. Mesmo com grandes repressões por parte da Policia Legislativa os companheiros continuam ocupando a Câmara dos Deputados e a greve já completa mais de 24 horas.

Proposto pelo presidente ilegítimo Michel Temer, a Reforma da Previdência representa o fim do Sistema de Seguridade Social Brasileiro garantido pela Constituição de 1988. A reforma que circula em votação na Câmera dos Deputados prevê mudanças no sistema. Eleva a idade de aposentadoria das mulheres que hoje é de 60 para 65 anos, igualando aos homens, sem levar em consideração que elas trabalham mais e em condições, muitas vezes, mais precárias. Além de estabelecer o mínimo de 25 anos de contribuição para receber benefício no valor de apenas 76% da média arrecadada e definir pagamento mensal em dinheiro para os agricultores.

A Federação dos Estudantes de Agronomia do Brasil apoia a bravura do Movimento dos Pequenos Agricultores e se solidariza com o ato de resistência. A Reforma da Previdência é mais um ataque contra o povo, assim como o Desmonte das Universidades Públicas e as demais reformas. Para nós estudantes a Reforma da Previdência desenha futuros incertos e deve ser discutida dentro das Universidade para que se tenha consciência de classes e a compreensão do que essa reforma nos afetará e nos problemas sociais que acarretará para sociedade. É necessário, neste momento de lutas, que os estudantes se mobilizem contra essa Reforma e denunciem todas as políticas de corte que vem sendo propostas por este governo ilegítimo.

Em apoia a luta dos movimentos sociais, em especial a greve de fome puxada pelo Movimento dos Agricultores, a FEAB convoca seus militantes a se somarem nesta luta contra a Reforma da Previdência. Organizando lutas dentro das Universidades e nas ruas. Todo apoio às companheiras (os) que lutam pelo povo.

Para dar maior visibilidade da luta travada pelo MPA em Brasília, o movimento solicita que cada companheira (o) tire uma foto escrito *Eu apoio a greve de fome contra a Reforma da Previdência* e use a #EuApoioaGrevedeFomeContraaReformadaPrevidência

Para acompanhar mais informações sobre a Greve de Fome Contra a Reforma da Previdência acesse: http://mpabrasil.org.br/.

                      “A Greve de Fome para o Movimento significa que alguns passarão fome por alguns dias para evitar que muitos passem fome uma vida inteira”. Leila Denise, camponesa e coordenadora nacional do MPA.

NOTA DE SOLIDARIEDADE AO MPA 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s