AGRONOMIA PELA DEMOCRACIA! CONTRA O FASCISMO!

Agronomia é uma ciência a serviço da vida, devemos ser agentes de transformação responsáveis com a natureza e com o ser humano.

A muitos anos em nosso país, diversas organizações da sociedade civil trabalham na construção desta concepção para quebrar o paradigma de tratar a Agronomia que é uma das mais belas ciências, como apenas uma ferramenta de exploração do capitalismo selvagem, mas sim na essência da relação homem e natureza, que procura produzir alimentos, cuidar das plantas, das águas, das florestas e do ser humano.

É uma tarefa árdua no cenário atual, diante do monopólio de mecanismo de produção pelo agronegócio e o bombardeio na narrativa hegemônica diante do povo. Mas a situação ainda pode piorar com o avanço do fascismo em nosso país, representado pelo candidato a presidência Jair Bolsonaro (PSL).

O Brasil é um país que como todos sabemos, é privilegiado por riquezas da natureza, águas, minérios, florestas, biodiversidade de fauna e flora entre outros. Há tempos também, hegemonicamente temos o processo de exploração de nossas riquezas e de nosso povo, desde a colonização que nossa terra é vista como mercadoria pelo grande capital representado por diferentes países estrangeiros ao longo da história. Hoje ainda existe muita resistência e luta contra esses projetos de exploração, que evoca desde os povos originários, quilombolas e camponeses, fazendo através da Agroecologia o anúncio da nossa esperança em mundo melhor.

Na contra mão de todos os avanços conquistados, está o candidato do PSL. Sua candidatura representa um grande perigo a direitos fundamentais e a democracia no Brasil, seus aliados já planejam um total desmantelo e ataque a diversas instituições publicas, a exemplo disso está a extinção do Ministério do Meio Ambiente, subjugando esta pasta ao Ministério da Agricultura controlado pelo agronegócio (lembrando que o Ministério do Desenvolvimento Agrário já foi extinto pelo governo Temer, e Bolsonaro pretende manter desta forma). O Ibama e ICMBio também correm grande risco de perder autonomia, tudo isso resultará em um avanço ainda maior dos latifundiários no desmatamento das florestas e todo o processo de exploração da natureza.

Leia – Conheça os riscos de Bolsonaro para segurança alimentar e meio ambiente

Leia – Cientistas estimam que desmatamento da Amazônia pode triplicar em ‘cenário Bolsonaro’

Outro grande perigo é o de aprovação do “Pacote do Veneno”, que já está em tramitação na câmara e representa o retrocesso das leis que regulamentam o uso de agrotóxicos no Brasil. Não parando por ai, para agradar ainda mais a bancada do agronegócio e setores conservadores, Bolsonaro pretende dar fim a demarcação de terras indígenas e quilombolas, minimizar as regras e a fiscalização ambiental. Promete também dar fim nos conflitos agrários, ao mesmo tempo  defende o porte de armas por fazendeiros, sendo que já tivemos no último período o aumento de assassinato de trabalhadores no campo.

HORA DE RESISTIR

Nós profissionais e estudantes da Agronomia, não podemos nos aliar ao explorador, ao autoritarismo, ao ódio. O Movimento Estudantil da Agronomia no decorrer da sua história lutou contra a ditadura, tendo que ir para para a clandestinidade, e foi ainda na ditadura que a FEAB foi fundada em 1972. Assim como no passado, devemos resistir, nossa luta se baseia na igualdade entre homens e mulheres, contra o machismo no campo e na cidade, na luta por direitos e respeito para LGBTs, contra o racismo estrutural do nosso país, contra o grande latifúndio, por terra para quem nela trabalha. Nossa luta é pela classe trabalhadora, pelo povo oprimido, nosso compromisso é por uma Agronomia para o povo, feita pelo povo.

BOLSONARO NUNCA, DITADURA NUNCA MAIS.

NENHUM VOTO EM BOLSONARO

AGRONOMIA CONTRA O FASCISMO

POR DEMOCRACIA, POR MAIS DIREITOS

UNIVERSIDADE PÚBLICA E POPULAR

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s